Impressões da Conferência Escoteira Mundial

Estação Convention Center. Curitiba, Paraná. Estou na Sala de Conferências, onde além de mim no máximo dez outras pessoas partilham o privilégio de escutar o ensaio do Bolero de Ravel pela Orquestra de Câmara da PUC. Todos estamos trabalhando. Somos voluntários (e que ainda pagaram para estar aqui). Nenhum está recebendo um centavo por isto, como eu que estou controlando o acesso ao salão. Meus amigos me chamam de porteiro, mas como aprendi com minha filha que trabalha em um pub irlandês na Lapa, no Rio, sou na verdade um Doorman. Mais chique. Nossa recompensa é poder auxiliar o movimento educacional em que acreditamos, além do deleite de escutar música da maior qualidade.

Pouco mais tarde mais de mil pessoas se distribuem no amplo salão para a Cerimônia de Abertura da 39ª Conferência Escoteira Mundial. Após o tradicional blá-blá-blá das autoridades, em tradução simultânea para seis línguas, a Orquestra toca Brasileirinho e Carinhoso enquanto em grandes telões são projetadas imagens de todo o Brasil. Um indiano de turbante sorri conversando com um negão do Senegal. Um grupo de eslovacos senta a frente de mulheres paquistanesas que usam seu chador (véu) com charme, deixando os cabelos discretamente de fora e ao lado de uma taitiana com flor no cabelo. Ao final a orquestra é aplaudida de pé enquanto é projetada a imagem das Cataratas de Iguaçu e me sinto orgulhoso de ser brasileiro.

Neste encontro não há crianças. Não há acampamentos. Aqui estão delegados da maior parte dos quase 200 países do mundo onde há escotismo. Aqui vão ser decididos os rumos de uma organização centenária, que reúne mais de sete milhões de voluntários e que consegue se manter dinâmica e moderna em sua proposta de formar jovens capazes de fazer a diferença no mundo.

cong escot curitiba (120)

Vários jornalistas cobrem o evento. Ao meu lado, Thayse Leonardi repórter da RIC TV (Record local) se encontra maravilhada com tanta gente diferente e com a movimentação sem igual. Puxo papo e destaco o fato de que todos ali são voluntários, bem como os organizadores de um evento tão grande. Ela pergunta de onde venho e o que faço e quando descobre que um pediatra de Roraima vem trabalhar como porteiro em suas férias ela não consegue acreditar. Viro pauta e apareço no jornal da noite. (veja o vídeo em http://www.clickric.com.br/ric.com/videos_busca_player.asp?id_cat=3&estado=pr&id=8567&estado_sel=pr )

Mas a conferência é muito mais do que isso. Aqui vemos que todos somos diferentes, mas ao mesmo tempo somos todos iguais. Somos todos gente. Gente que quer dançar, sorrir, se divertir, e em nosso caso, que quer fazer genuinamente a diferença em construir um mundo melhor.

Em um grande espaço livre se espalham stands de diferentes países presentes na conferência e também mesas com comidas – e bebidas típicas. Provo mamool na Arábia, carne de baleia na Dinamarca (baleia! Tu já comeu baleia???), licor de banana no Equador e choriço com tremoços em Portugal. Logo após sou convidado a sentar por um senhor de kimono e duas simpáticas senhoras com trajes típicos que oferecem um banchá japonês. Na Palestina como confeitos e prazek, na Noruega provo carne de rena e de veado defumado. Arak na Grécia, doce de pistache na Jordânia, chocolates suíços, vinho esloveno, champagne Frances… No palco após um grupo de Taeko (orquestra de tambores do Japão) encher de energia o ambiente, um grupo de dança ucraniana rodopiar no salão e uma dupla boliviana colocar todo mundo para dançar Guantanamera, com direito a trenzinho internacional pelo salão, os árabes invadem o palco. Uma bomba? Não. Eles sacam um pen drive com um som que lembra Khaled na novela O Clone e todos dançam no palco em coreografia digna de paquita e logo imitada por muita gente.

cong escot curitiba (694)

                                           cong escot curitiba (699) 

A mistura é completa e logo vemos africanos conversando com latinos, que tiram fotos de indianos que sorriem para brasileiros que comem doces orientais, que sorriem encantados para as escandinavas que se apaixonam pela caipirinha brasileira. São tantos gostos, sons, cores, que logo perdemos um pouco a nossa identidade e descobrimos que somos algo maior do que imaginamos. Se ontem eu me orgulhava de ser brasileiro, hoje mais do que nunca me orgulho de ser escoteiro como outras milhões de pessoas. Me orgulho de ser cidadão do mundo.

cong escot curitiba (618) Italianos

cong escot curitiba (413) Eu e o sikh Balbir Singh Billing, da Suprema Corte da Índia

cong escot curitiba (664)Um Omanita de chapéu chinês, e um china com a roupa árabe.

cong escot curitiba (677) cong escot curitiba (689)

Equador e Ucrânia… bela presença!

Se ontem foi dia de festa internacional, hoje a noite temos festa brasileira. Cachorro quente, espetinho, paçoca, pé-de-moleque e pipoca estão no cardápio. Para a animação festa junina em pleno janeiro, com quadrilha e casamento caipira, dança de capoeira e maculelê e depois… forró para muito arrasta-pé a noite inteira. Se os brasileiros eram os que mais rodopiavam pelo salão, víamos dois para lá e dois para cá italianos, paraguaios e misturas como um casal namíbio-irlandês e angolano-brasileiro.

Aliás, mistura digna de aplausos são os representantes da Namíbia. Um louro de quase dois metros, pele rosa-camarão que não descola do baixinho Mauro, negro-retinto que nasceu em Angola, mas que se mudou para o país vizinho para ter mais oportunidades como DJ. Dele escuto expressões tais como “Muito loco meu!”.

Os dois estão sempre juntos e são os primeiros a “entrar em campo” para as disputas de pebolim (totó) humano, jogado em um grande inflável especialmente escorregadio devido a chuva que durou a tarde toda. Dentro “do campo” homens e mulheres de diferentes continentes disputam partidas animadas, que acabam empatadas em risadas e escorregões, e que levam a vitória da alegria.

E mais alegria vem do touro mecânico, onde adultos viram crianças novamente e onde o céu repentinamente se torna chão. Ninguém fugia, tivesse olhos puxados, azuis ou negros, homem ou mulher. A disputa nem era para se manter mais tempo no touro, mas para conseguir pelo menos uma queda digna. Ao lado do touro barraquinhas com pescaria, bola na boca do palhaço e tiro ao alvo com docinhos típicos como prêmio. Pensa que é coisa de criança? É porque nunca viu a alegria de um cambojano que acertou a boca do palhaço após errar as três primeiras bolas, a satisfação de um paquistanês pescador ou a disputa dos árabes para ver quem acertava o alvo. E de tiro os árabes entendem… não erravam uma.

cong escot curitiba (933) Goiano é bom de boi.

cong escot curitiba (1068)E irlandesa?

 cong escot curitiba (1001)Paquistanes pescador.

cong escot curitiba (908) Coreano feliz.cong escot curitiba (897)Árabes no tiro ao alvo.

Começo o último dia em uma meditação zen.

IMG_6016

Chefes escoteiros coreanos que são monges conduzem a cerimônia que acontece ao mesmo tempo em que ocorre uma cerimônia israelita e uma missa, de longe a mais concorrida e que atrai católicos de todo mundo. Encontros religiosos são corriqueiros para os muçulmanos que todo dia se ajoelham várias vezes ao dia para rezar voltados para a Meca.
A meditação traz uma calma estranha à correria desta semana e me sinto bem. O carinho dos coreanos transcende energia e estou pronto para o dia.

Trabalho bastante e o tempo voa. A noite haverá um jantar, mas já estou viajando. Não consigo abraçar muita gente. Gente que faz parte de mim, sejam os novos “amigos desde criancinha”, sejam os velhos amigos do coração… gente que faz de cada despedida o início da espera pelo próximo encontro.
Que venha Brasília!

Altamiro

COMIDA!!!

cong escot curitiba (550) Portuguesa.

cong escot curitiba (500) Doces japoneses.

cong escot curitiba (532) Comida ucraniana.

cong escot curitiba (643) Doces árabes.

 

cong escot curitiba (642) Um brinde tcheco!

 

Onde eu trabalhei!

IMG_5889 Equipe de Doormen!

IMG_5908 Equipe de Saúde

IMG_5996 Clube CoBras

IMG_5923

TODO MUNDÃO!!! STAFF TODO!

IMG_5946

Anúncios

39 comentários em “Impressões da Conferência Escoteira Mundial”

  1. Grande Altamiro, me emocionou seu relato! muito bom!
    Fico muito feliz em fazer parte desse movimento! e parafraseando você! (Se ontem eu me orgulhava de ser brasileiro, hoje mais do que nunca me orgulho de ser escoteiro como outras milhões de pessoas. Me orgulho de ser cidadão do mundo) . Eu também!

  2. Belas palavras, Alta. Irretocáveis!

    Quanto ao tiro ao alvo árabe, é realmente um dos esportes nacionais. No nosso encontro lá teve uma base de tiro.

    Quanto à foto que ilustra o touro mecânico: Iiiiiiiirrraaaa!

    o/

  3. A agradável leitura nesta manhã ensolarada em oz do Iguaçu-PR me trouxe todos os momentos que passei na Conferência. Fou uma magnífica viagem pelas palavras que escreveu com a mais pura harmonia dos acontecimentos. Cada rosto, cada sorriso, cada aperto de mão me veio à retina dos olhos que fechados pareciam viajar no tempo me tornando um observador oculto.
    Parabéns pelas palavras e muito obrigado pela viagem matutina da leitura.

  4. Altamiro.. vc e suas palavras sempre me emocionam.. 🙂

    Realmente, foi tudo isso..

    Muito bom poder te rever e colocar um tiquinho da conversa em dia.. :p

    Beijos..

  5. Termino de ler e não consigo impedir que caia uma lágrima de meus olhos.
    A sua última linha do texto diz tudo o que realmente senti e sinto a respeito de despedidas, elas realmente se tornam o início da espera pelo próximo encontro!
    Que texto maravilhoso!
    E como você mesmo disse, que venha Brasília!

  6. Alta, excelente relato. Abordou a parte humana ao invés da questao política que é o que sempre se ve em relatórios deste tipo de evento. Um prazer te ver por lá, mesmo que por poucos minutos.

  7. Amigo Altamiro,
    Tinha preparado uma apresentação em ppt para compartilhar com meus amigos a emoção de ter participado deste evento. Quando vi este relato desisti do intento, pois nele encontrei palavras precisas que retratam meus sentimentos, mas que por falta de talento eu jamais conseguiria expressar.
    Obrigado por compartilhar com seus amigos e com os meus amigos este seu talento incrível de escrever e fotografar com o coração.
    Quero ainda engrossar o côro para que você transforme suas impressões amazônicas em um livro.
    Forte abraço e até Brasília!

  8. Miro…realmente é tudo isso mesmo, foi muito bom te conhecer e espero que possamos nos reencontrar em breve.
    PS: Repasso seu email a minha lista para que outros saibam o que foi a 39ª Conferencia Mundial Escoteira.
    Abs
    Padilha

  9. Gostei muitissimo das tuas impressoes, elas revelam a escencia, do que realmente Baden Powell tinha no fundo da mente quando criou este movimento.
    Cabe a todos nos divulgar e multiplicar nossas experiencias.
    Parabens! Well done!
    Bruno

  10. Tatá, só estando lá para sentir a “aura” do que foi esse evento! As amizades, novas e antigas, as curiosidades, os costumes. Muito bom te reencontrar!
    Grande beijo!!!

  11. Meu caro, parabens, descreveu realmente o que sentimos na conferencia, foi para mim uma das melhores atividades que ja participei como adulto, e ja participei de muitas, gostei do casal angola e brasileiro, valeu……. forte abraço estaremos em Brasilia,

  12. Olá Altamiro!
    Tão importante quanto um evento dessa magnitude é a divulgação dele.
    Seu relato tão bem feito, nos faz sentir como se estivéssemos presentes.
    Tbm me sinto orgulhosa de ser cidadã do mundo!
    Sempre Alerta!
    Abraço!

  13. Grande Altamirinho…
    Vendo estas fotos, bate uma grande saudade. Na foto Cobras, estou errado ou realmente o Sr. de cabelos brancos é o Boulanger? Se não me engano, o rapaz de cabelos loiros é de Santa Catarina. Não lembro o nome, mas acho que o conheci no Encontro Nacional de Velhos Lobos em Brasília. Se for ele, sua mãe também o conheceu. Lembra? Aquela atividade em que esqueceram a Gilda na parada o ônibus em Goiás.
    Realmente, a saudade bate.
    No mais, é bom ver que vc ainda está na ativa e não deixou o movimento. Ver estas fotos me faz voltar ao passado e lembrar doces momentos, bons amigos…. “Em meus sonhos, volto sempre a Gilwell …. Onde alegre, feliz eu acampei….” Fico feliz por recordar através de você que aqueles não foram em vão.

    Abraços,

    Guaraná

  14. Amigo, bom dia.

    Você está chic, nos úrtimos…
    Que Maravilha a sua participação, esse é o meu Assessor Pessoal, não podia ser outro…risos.
    Agora, falando sério, deve ter sido uma senhora experiência, não ?
    Obrigada !!! Por estar sempre compartilhando conosco essas coisas maravilhosas e por levar o escotismo do Norte em tão importantes eventos da UEB.
    Parabéns ! Parabéns ! Parabéns !!!
    Beijos
    Edna

  15. Oi Altamiro,

    Obrigado por sua bela impressão da COnferência Mundial, me senti lá, uma vez que infelizmente para que trabalha no turismo como eu dezembro é o mês em que não se tira férias para poder garantir as férias dos outros.
    Só duas observações você deveria se apresentar como de RIOraima, e o cara do Senegal não é negão. Já que negão aqui do Brasil é afrodescendente ele sendo africano é afroascendente. Istoa té me lembra uma brincaeira que temos no Grupo, um nosso Lobinho, que é de VILHENA, é filho de um angolano/português (branco), nós dizemos que ele é um autentico afrodescendente e que vai ser Cruzeiro do Sul pelo sistema de cotas.
    Abraços,
    Nos veremos em BSB.

    Carlos NASCIMENTO

  16. Olá Altamiro,

    qtos anos tem sua filha que trabalha na lapa?? afinal qts anos vc tem??,rrrrrrrrr

    moço que legal esta conferencia!!!
    que saude de vc me deu ao ver sua entrevista!!!
    precisamos fazer é um encontro nacional de amigos escoteiros.
    um grande abraço, parabéns pela cobertura.

    Hellen Rose

  17. Grande Altamiro!
    Saudações,

    Adorei suas impressões da conferência mundial. Estava querendo noticias de como foi o evento e adorei a forma como vc falou.
    Encontrei amigos nas fotos. Muito bom.
    Parabéns cara.
    Grande abraço.
    SAPS!

    Pablo Ferreira

  18. Pra variar…
    Arrasou!
    Soube que encontrou um amigo em comum, o Padilha e que também prometei vir a SP!
    Rsrsrsrs… Falei com a Daniella, amiga em comum!
    Saudades, parabéns por mais um feito!
    Bjs

  19. Olá Altamiro estou muito contente e orgulhosa de te conhecer, você é um grande escritor e reporter, além de um grande pediatra e conhecedor de costumes indigenas, escreve um livro.

    Participei esse conferencia acompanhando os acompanhante e na equipe de saúde,me sinto felizarda e orgulho de ter oportunidade de estar presente num evento tão importante. Nunca esquecerei, me orgulho de ser brasileira e ser escotista, mundo estaria em paz se tivesse espirito escoteiro.
    Um grande abraço. Chang

  20. “Oi meu amigo!!!!!!!
    que bom te ver por aqui também.
    Adorei ler o seu relato do encontro mundial de escoteiro.
    Ano que vem será em Brasília? Se for vamos montar uma caravana?
    Um beijo.
    Fernanda

  21. Altamiro,

    Sei que não vou dizer nada de novo, mas, também não poderia deixar de comentar.

    Teu texto expressa, simples e magnificamente, o que todos nós sentimos, vimos, provamos, testamos, desfrutamos durante a Conferência Escoteira Mundial!

    Realmente, DÁ ORGULHO SER ESCOTEIRO!

  22. Olá Altamiro!

    Foi uma grande satisfação trabalhar com você, como doorwoman haha
    Parabéns pelo relato, deu saudade e aquele arrepio gostoso de ter participado disso tudo!!
    Ser escoteiro é ser amigo de todos e irmão dos demais escoteiros e vivenciamos isso na pele nesses 5 dias.

    Nos vemos por esse Brasil e pelo mundo afora.
    Um beijo,
    Ludi

  23. Meu Amigo e Irmao Altamiro,
    Novamente estivemos juntos, foi e sempre será um prazer compartilhar momentos de alegria do Movimento escoteiro contigo.
    Nos vemos em Brasília.
    Grande abraço
    Beto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s