Impressões Urbanas 95

Resolvi aqui fazer uma coletânea juntando alguns textos que escrevi sobre alguns eventos que participei e que me inspiraram a escrever. Este não enviei para os amigos… mas fica registrado aqui para os curiosos.
Comic Con 2016 / Olimpíadas Rio / Encontro de Motoqueiros RR / Caçando Pokemóns

Impressões Épicas! – Comic Con 2016

São Paulo, SP _ Dez 2016

Vocês podem não acreditar, mas acabo de tirar uma foto com Wolverine. E logo depois com Batman, Indiana Jones, Coringa e até mesmo com os Power Rangers. Não estou sonhando, nem mesmo delirando. Estou na Comic Com Experience, maior evento brasileiro nerd, geek, pop ou como queira rotular.

IMG_20161202_134806093_thumb.jpgIMG_20161202_141658_thumb.jpg

                E não pense que sou só eu e meus filhos, Kim e Marcos. Este ano 196 mil pessoas se espalham e fazem filas intermináveis para conhecer os lançamentos de filmes e séries para 2017, comprar quadrinhos nacionais e internacionais editados por gigantes do mercado, como a DC e a Marvel ou por independentes de todo o Brasil na Artists´ Alley – Beco dos Artistas. Este é inclusive um dos pontos fortes. Mais de 200 expositores se espalham pela área central, lado a lado, dando oportunidade a todos de ver e ser visto, me animando a sonhar com Japinha e Curumim e toda a turma do Balaio Quadrado por ali ao lado de super feras como Ernani Cousandier, Flávio Soares, Will, Carlos Ruas, Cris Eiko e Paulo Crumbim, Mylle Silva, Guilherme Sousa, Gustavo Borges, Rebeca Prado… Só ver estes caras já é épico!

IMG_20161202_152313_thumb.jpgIMG_20161202_113919226_thumb.jpg
                Aproveitamos para nos divertir. No stand da Fini os meninos tentam pegar pacotes em gruas. Na Abril Jovem fazemos um tour em realidade virtual por um museu da Disney com direito a Moedinha nº1 do Tio Patinhas e tudo. Lógico que, virtualmente, tento pegar a moeda. E o que acontece??? Péééé! Pééééé! Pééééé! Soa o alarme, pois o milionário não é bobo. De repente, andando na frente de um espelho percebo que minha roupa se tornou o traje do Super Homem, e o do Kim o do Capitão América. Muito legal. Kim logo pega o jeito da coisa e em um instante começa, com movimentos da mão, a mudar de roupa e se tornando Batman, Hulk, Homem Aranha, Homem de Ferro, mas também todas as Princesas da Disney, para seu desespero ao me ver fotografando.

IMG_20161202_154327_thumb.jpgIMG_20161202_154342_thumb.jpg

Eu de Super-Homem e Lanterna Verde e Kim de Hulk e Homem de Ferro

IMG_20161202_165204963_thumb.jpg

IMG_20161202_164945353_thumb.jpg Kim no tour virtual da Disney, e depois entrevistado sobre a experiência.

                Falando em fotografias, quase não quero parar de fotografar. Não é todo dia que encontro com Cavaleiros de Jedi ao meu lado. Nem com Tartarugas Ninjas. E a Arlequina? Aliás, várias Arlequinas, como vários Deadpools, Wolverines e Batmans. Encontro Tarzan, Rosrchach, Mulher Maravilha, Ísis, as Princesas Barbadas da Disney, além de vários alunos de Hogwarts.

IMG_20161202_130058318_thumb.jpg
Eu e os Power Rangers… para minha filha Elga que curtia tanto.

IMG_20161202_155005_thumb.jpg
Olha as Princesas Barbadas da Disney.

IMG_20161202_131439793_thumb.jpg
Deadpool ou um Jedi? Quem vence esta batalha?

                Ver Harry e seus amigos por ali me anima, e decido ir na loja da franquia. A fila é maior do que minha coragem, e assim desisto de um cachecol da Sonserina, do casado da Grifinória ou do Chapéu Seletor, pois a média de espera na fila era de três horas.

IMG_20161202_124827445_thumb.jpg

                Gasto menos tempo para entrar na loja da Panini, cerca de meia hora. As muitas revistas com ótimos descontos animam todo mundo e até o Marcos escolheu as dele. A surpresa é na hora de sair, pois já estou na fila para desembolsar a grana há mais de uma hora. Sorte que em companhia de dois mineiros do HQueijo, clube dedicado aos quadrinhos, que, experientes em Comic Com estão me dando as dicas e ainda me fotografam o Homem de Ferro em tamanho real que está por aqui.

IMG_20161202_122604722_thumb.jpgIMG_20161202_120926730_thumb.jpg
               
                Falando em ferro… o trono de Guerra dos Tronos está aqui. E você pode sentar se enfrentar outros candidatos a rei ou… se esperar três horas em uma fila, o que muita gente faz sem hesitar, afinal, não é todo dia que se pode se sentir rei de Westeros.

IMG_20161202_111232653_thumb.jpg

                Falando em tamanho real, corro para o stand dos Cavaleiros do Zodíaco. Vou ser sincero… quando os cavaleiros estavam no auge do sucesso eu já era pediatra, e só por isso conhecia os personagens, todos nas mãos, camisetas e revistas dos pequenos pacientes. Mesmo assim, ver as armaduras douradas enche meus olhos de alegria. A quantidade de gente bestificada diante de cada armadura é impressionante, mas nas de Seiya e Shiryu ainda muito maior. Acho que tem gente que vai precisar ser arrastada daqui, ou não sai nunca.

IMG_20161202_151138_thumb.jpg
Tinha marmanjo chorando emocionado ao ver as armaduras em tamanho real dos Cavaleiros do Zodíaco     

                Da mesma forma as pessoas deliram quando veem os grandes atores, roteiristas e desenhistas internacionais, especialmente Frank Miller, criador de Batman, Cavaleiro das Trevas, obra-prima e que levou muita gente a colecionar quadrinhos. Para conseguir seu autógrafo em uma revista ou pôster (cada um leve a sua), cada felizardo que conseguiu um ingresso (todos se esgotaram em quatro minutos de venda pela internet) investiu 200,00, além de aguardar horas na fila e não poder tirar nem uma fotinho. Dura esta vida de fã.

IMG_20161202_174014769_thumb.jpg
Tudo era assim, com fila… mas o pessoal aguentava com calma e paciência… até o Charada estava lá!

                Melhor fotografar o dragão, em tamanho real (?), que exala fumaça. Épico. Ou então imitar o Salto da Fé de Assassin´s Creed, – este sim exigindo mais coragem do que as horas de fila do Harry Potter. Sou corajoso, mas após pensar e considerar sobre o tempo necessário para tal proeza, prefiro me dirigir as Cataratas do Niágara. E você sabe bem ao que estou me referindo, pois é impossível que não tenha assistido a este desenho (se não assistiu, comente que envio o link, pois você deve ser o único ser humano sobre a terra que nunca assistiu). Vou refrescar a memória: Pica-pau descendo uma barrica nas cachoeiras e um monte de gente com capa de chuva amarela que levanta os braços quando a barrica desce, se espatifando lá embaixo. No stand da Piticas ganho a capa amarela e posso fotografar como se estivesse no desenho. Épico de novo! E sabe o que é melhor? Ficar na fila atrás de uma venusiana, provavelmente parente do Dr. Spock acompanhada pela Princesa Leia.

IMG_20161202_140241_thumb.jpg
Não sei se dá para identificar, mas eu juro… é a Princesa Leia na foto do Pica-PauIMG_20161202_131818785_thumb.jpg
E aí? Encara o salto da fé de Assassin´s Creed??

IMG_20161202_134913789_thumb.jpgIMG_20161202_134944667_thumb.jpg
Dragão em tamanho real? Dúvida? É sim, pode conferir!!!

Já estamos cansados e resolvemos comprar alguma coisa. Camisetas de Guerra dos Tronos, Simpsons ou Hulk? Filas e mais filas. Escudo do Capitão América, Martelo do Thor, Máscara de Darth Vader ou Marreta da Arlequina? Filas enormes. Caneca do Batman, cuequinha do Demolidor, boneca da Arlequina, gorro do Yoda? Filas e mais filas enormes. Comprar bonecos… ops! Acabo de cometer uma heresia que pode ser punida severamente… comprar Action Figures? Filas e filas de gente disposta a gastar até 5000 reais em um simples… ops de novo!!!… em um incrível e exclusivo Action Figure… Muita grana para um enfeite de prateleira.

IMG_20161202_124002642_thumb.jpgIMG_20161202_124122899_thumb.jpgIMG_20161202_174652504_thumb.jpg
E aí? Pode escolher… espada da Mulher Maravilha, action figures do Gavião-Negro e do Super-Homem 

                Hora de ir embora. Estamos cansados, suados, com pés doloridos. Tem gente que vem de todo Brasil, tem gente que vem todos os quatro dias, para poder enfrentar com calma as filas, para não perder uma única foto com cosplay e poder ver em primeira mão trailers de lançamentos de filmes como Jumanji, Homem Aranha, Guardiões da Galáxia 2, Mulher Maravilha, Valerian, Tropa dos Lanternas Verdes e até… Smurfs, Turma da Mônica Jovem e o novo filme do Didi… Os Trapalhões rumo a Holywood. É esta mistura que torna a Comic Com uma experiência realmente fascinante, divertida e que me faz feliz de estar aqui. Tem de tudo para todos. É só vir. Ano que vem tem mais! E vou voltar, porque Vai ser Épico!!!

IMG_20161202_151339_thumb.jpg
CosPlay também tira self: Besouro-Suco (Beatle Juice) tirando selfie com Coringa

IMG_20161202_110718458_thumb.jpg
Stand do Maurício de Souza, na abertura da sexta.

IMG_20161202_113446250_thumb.jpgIMG_20161202_124718338_thumb.jpgIMG_20161202_125546034_thumb.jpgIMG_20161202_125625474_thumb.jpgIMG_20161202_172415320_HDR_thumb.jpgIMG_20161202_173527051_thumb.jpg

Pra todos os gostos: Baymax, Darth Vader feito de Lego, Athena dos Cavaleiros do Zodíaco, Arlequina, personagens de Watchman e um grande encontro, inclusive com Logan e Wolverine….

IMG_20161202_132106852_thumb.jpg
Não basta ser Jedi, tem que entrar no clima!

IMG_20161202_163654763_thumb.jpg
Tarzan também entrou no clima e prestigiou os artistas brasileiros da Disney

IMG_20161202_172508947_thumb.jpg
Super Mario Bros!!!

IMG_20161202_174725926_thumb.jpg
Chamem o Batman!!!

IMG_20161202_141223a_thumb.jpg
O Coringa quer me capturar!

Roncos e Rock´n Roll–Encontro de Motoqueiros

Boa Vista, RR _ Nov 2016

Do lado de fora já se escutam os roncos das motos. Uma multidão de todas as idades participa todo ano do Encontro de Motos em Boa Vista, que desta vez, em sua décima edição, recebe o Ira!, icone de minha adolescência. É por isso que estou aqui.

IMG_20161105_233032123_thumb.jpg

Quando a gente pensa em um encontro de motoqueiros, o que nos vem a mente? Além das motos potentes e barulhentas pensamos logo em rebeldia, transgressão, gente de preto e estilo. Bem, o preto e o estilo ficaram, mas a rebeldia e transgressão hoje parecem, nem mesmo uma reminiscência de um passado antigo, mas um ideal cultivado com carinho no íntimo de cada motoqueiro.

Sim, porque quem está aqui, muitos vindos de Manaus, Guyana ou Venezuela, tem com certeza uma reserva financeira razoável que lhe permita ter uma moto possante, decorá-la e ainda se vestir a rigor para o evento, com coletes bordados, capacetes estilosos e ainda sobrar um generoso troco para a cerveja. E quem está bem na vida dificilmente pensa ou quer ouvir falar de transgressão! Prova disso são os vários motoqueiros que vieram da Venezuela mesmo em sua crise sem igual.

Além disso a organização dos motoclubes mostra que não sobrou muito da rebeldia do início. Toda uma hierarquia é seguida, respeito mútuo e confraternização, fazendo um ambiente famíliar. Eventos de motoqueiros são sempre eventos tranquilos e repletos de famílias celebrando juntas este estilo único. Até mesmo os nomes dos grupos hoje já começam a ser menos agressivos. Se os motoclubes antigos se chamavam Ratazanas da Estrada, Abutres do Asfalto, Bodes das Pistas, Caveiras, Piratas e similares, hoje já encontramos Catavento e Cavaleiros, tornando até mesmo a identificação menos agressiva.

Tudo isso para dizer que é muito bacana ver como as pessoas incorporam o estilo, alguns até irreconhecíveis no alto de suas motos, usando bandana, roupa de couro e botas pesadas. E para melhorar… rola muito Rock’n Roll. E é para isto que estou aqui! Que venha o Ira!

IMG_20161106_015901306_thumb.jpg

Minha brasilidade voltou após as Olimpíadas do Brasil

Rio de Janeiro, RJ _ Jul 2016

Confesso que não gostei nada da escolha de nosso país para sediar as Olimpíadas. Apesar disso, uma vez que o Rio foi escolhido, que os trabalhos iniciaram – ainda que com todos o atraso e corrupção que nos entristecem – torci para que tudo desse certo. Me empenhei em tomar parte, divulgar, comentar, estimular. Participei e vibrei como se fosse o mais entusiasta dos atletas.

Não pensem que virei a casaca, não foi isso. Eu era contra, mas a partir do momento que minha opinião não prevaleceu, não vou ficar como ave de mau agouro desejando insucesso. Quem deseja insucesso só colhe insucesso. É exatamente a atitude de nossos políticos que não concordo – não querem o melhor para o Brasil, mas sim apenas o que interessa a eles.

Eu não queria Olimpíadas aqui, mas a partir do momento que o martelo foi batido e a decisão tomada, torci para que nós fizéssemos a melhor Olimpíada da história. Comprei ingressos para meus filhos e para minha mãe, talvez tendo a única oportunidade de suas vidas de assistirem uma festa tão grandiosa. Acompanhei cada esporte que pude pela televisão. Chorei pelos eliminados, comemorei pelos medalhados. Fiquei feliz cada dia que via o Rio de Janeiro acordar uma cidade maravilhosa, com o friozinho ensolarado do inverno, com sua paisagem única e encantadora, abençoado pelo Cristo e bonito por natureza. Mas que beleza!

IMG_20160806_150828590Todos somos Olímpicos, não tem idade! Olha mamãe aí!

Fui Marta, Serginho, Neymar, Alison e Martine Grael. Saltei com o Nory, me pendurei com o Zanetti, remei como um louco no barquinho do Isaquias, soquei com o Róbson, nadei com a Poliana, comemorei a minha, a nossa Olimpíada. E andando pelas ruas, pelo Boulevard Olímpico, pelo Parque de Deodoro, de trem, de ônibus, de barca, o que vi foi alegria e um orgulho de ser brasileiro que não se via desde que os políticos perderam de vez toda decência e que nossa seleção foi sacudida por sete mísseis alemães. O verde-amarelo voltou para a moda, o sorriso fazia parte do vestuário, tanto dos brasileiros como dos estrangeiros, encantados com tanta brasilidade explícita, aquilo do que mais nos orgulhamos.

E que festa dos gringos, incrédulos com tudo que viam. Nossa torcida e vibração são únicas e contagiantes. Pergunte ao Bolt porque ele comemorou tanto a vitória do Brasil no futebol… ele, como tantos outros famosos e anônimos já estavam se sentindo em casa, e com a aproximação da partida, já sentiam no peito a tão brasileira saudade.

IMG_20160806_151709431_HDRAustralianos “aquecendo” antes de entrarem no estádio.
IMG_20160806_174056976_HDR

O céu estava tão lindo que ninguém nem reparou os 26×0 que o Brasil tomou no Rugby! A Bandeira do Brasil tremulando no torcedor mostra que o importante é competir – e se divertir.

E fizemos bonito até nas câmeras, por via satélite e em tempo real para todo o mundo. Tudo bem que os guarda-vidas nas piscinas foram meio ridículos. Tudo bem que nem tudo saiu perfeito, milimetricamente calculado. Os “do contra” não contavam com nossa astúcia. Conseguimos fazer festas de abertura e encerramento encantadoramente com a nossa cara. Impossível ser mais brasileiro. Porque as cerimônias deram o tom do nosso país: grandioso, mas improvisado, lindo, mas econômico, receptivo, alegre, colorido, barulhento, musical. Deu gosto de ver os gringos batucando com os voluntários, que tiravam selfies com os passistas, que se encantavam com os gringos, tudo junto e misturado.

IMG_20160809_115001946
Boulevard Olímpico cheio de gente!

Tem jeito não… As Olimpíadas passaram no tempo, mas não na lembrança, e esta vai ficar na memória por muito tempo… como a Olimpíada da Alegria, a Olimpíada do Brasil, que reergueu nosso orgulho e nossa crença.

IMG_20160809_114329251
Claro que fui ver a pira!!! Candelária no fundo!

ps – não concorda? Não comente, por favor. O momento é de alegria, vamos comemorar. Guarde a desesperança para si.

UMA TARDE CAÇANDO POKÉMONS

IMG_20160807_104836282_HDR
Recentemente um estranho fenômeno começou a acontecer. No meio da semana, em horários geralmente vazios, o Campo de São Bento está ficando lotado. Mais estranhamente ainda o público é formado prioritariamente por jovens, a maioria acima dos 15 anos. Eles se espalham pelo coreto, pelos bancos, pela área dos vovôs, estão por todos os lados. O ponto em comum? Todos tem olhar atento em seus celulares, em busca de oportunidades de caça. São caçadores de Pokémons.

IMG_20160805_173146834

IMG_20160805_173155177_HDR

A estratégia da fabricante do game é boa. Talvez seja a primeira vez em muito tempo que estes jovens – dentre eles o meu filho Kim, de 12 anos – pedem voluntariamente para caminhar na praça e circular, pois além de caçar Pokémons, precisam “chocar os ovos”, que, espertamente, só podem ser chocados com o caminhar do proprietário do celular… ou seja, um convite para o movimento.

E subitamente a turba parece ter sido tocada por algum cowboy misterioso, pois todos se levantam e começam a caminhar. O que procuram? Pergunto ao meu filho que partilha do mesmo frenesi.
– Apareceu um Dragonair! Apareceu um Dragonair! Vamos lá!
E desaparece no meio da turba em busca do Dragonair, que eu nem mesmo sei o que é. O jogo estimula a andar, correr e até mesmo interagir, pois todos que estavam ali tinham a mesma chance de pegar o Dragonair com suas pokebolas virtuais.
Mantenho meu passo, mas meu filho logo retorna – novamente junto com a multidão.
– Não é para lá! Alarme falso, é para o outro lado!
Rapazes e moças, meninos e meninas, gente da minha idade, mãe com filhos, todos fazem parte da busca louca. Até que de repente ouvimos um grito:
– Uhuuu! Peguei!
A massa se desloca então com velocidade dobrada, tentando aproximar-se do feliz novo proprietário de um raro Dragonair. Todos teclam alucinadamente em seus celulares, tentando capturar o dragão.

“Calma, dá para todos”, parece dizer o jogo. Realmente é assim, mas nem todos tem a habilidade para capturar o monstro de bolso, o que faz com que rostos alegres se alternem com olhares desiludidos.

IMG_20160805_173546840Caçador em ação.

Pouco a pouco todos esgotam suas tentativas e retornam ao ponto de partida, aguardando o surgimento de um novo Pokémon raro, que mereça a caminhada frenética. E lá vou eu junto!