Impressões Amazônicas 58

Março de 2010

A vacinação contra o H1N1 é um grande desafio da saúde pública brasileira, embora muita gente seja contra a vacina, profetizando efeitos colaterais graves e imaginando teorias conspiratórias. A maior parte das pessoas não sabe, mas logo após os profissionais de saúde, o primeiro grupo a ser vacinado será a população indígena. Os indígenas tem maior fragilidade para doenças respiratórias, com alta mortalidade por pneumonia e tuberculose e o temor é que a doença atinja – e devaste – alguma aldeia isolada. O lançamento nacional da campanha para indígenas será aqui em Boa Vista, na Casa de Saúde do Índio (Casai), com a presença de autoridades.
Deixa eu explicar um pouco o que é uma Casai. A Funasa é responsável pelo atendimento da saúde dos indígenas na atenção básica, ou seja, em suas próprias comunidades – aldeias. Quando o problema não pode ser resolvido na aldeia, ou quando se necessitam exames complementares, o indígena é inserido no SUS. Como não tem “casa” na cidade ele é transferido (via terrestre, fluvial ou aérea) para a Casai de sua região, que funciona como uma casa de apoio e onde tem sua medicação supervisionada por equipe de enfermagem e onde permanece até seu restabelecimento. A Casai de Roraima é uma das maiores do Brasil, pelo grande número de indígenas que assiste, sendo também uma das mais modernas.
A festa está pronta, o governador já chegou, sendo recepcionado pelos Macuxi com a tradicional dança Parichara, em que todos dão o braço e andam juntos para a frente e para trás.

10 03 Casai Vacinacao 057

Os Yanomami vem correndo, gritando e balançando longas lanças ou seus arcos.

10 03 Casai Vacinacao 040

Estão enfeitados para festa e este é um destaque especial. Os homens não se enfeitam tanto, pintam as pernas e um ou outro usa cocar. As mulheres se enfeitam com penas, se pintam, e também utilizam flores como brincos e como enfeites de cabelo. No rosto das mulheres vários piercings são preenchidos com pequenas varetas de bambu que dão um aspecto selvagem e exótico. A festa é animada. A maior parte dos indígenas pode não estar entendendo bem o que se passa, mas adora uma festa.

10 03 Casai Vacinacao 139 10 03 Casai Vacinacao 155

aaa10 03 Casai Vacinacao 044 aaa10 03 Casai Vacinacao 071

 
No meio da festa um problema surge… A principal liderança dos Yanomami, o conhecido Davi Kopenawa intervém e diz que sua etnia não irá se vacinar, pois ele havia recebido um e-mail dizendo que a vacina contém mercúrio e que é parte de um plano para eliminar os indígenas. Imaginem o caos que se formou, quando as estrelas da festa se negam a tomar parte no seu objetivo principal. Assim lá fomos negociar eu, a coordenadora da campanha e outra médica da Casai. Após muito custo e, especialmente mostráramos que nós mesmos já estávamos vacinados, Davi se convenceu e liberou seu povo para a vacinação. O mais difícil foi fazê-lo entender que só porque alguém havia enviado um e-mail para ele não queria dizer que aquilo era verdade. Para eles a palavra é uma só, não há possibilidade da mentira. Belo exemplo.

Mais fotos da Abertura:

10 03 Casai Vacinacao 080 Ye´Kuanas – Vejam como são mais coloridos e usam miçangas, diferentes das outras etnias daqui.

10 03 Casai Vacinacao 099

A festa estava boa, então tem que registrar. O indígena registra com o seu celular a presença do então Coordenador da Saúde Indígena Wanderley Guenka.

10 03 Casai Vacinacao 131

Crianças vendo a festa.

Junho de 2010

Estou na reunião dos Conselhos Locais de Saúde das regiões do Baixo Cotingo e da Raposa, ambas do município de Normandia. Cerca de 80 indígenas, homens e mulheres, conselheiros eleitos por suas aldeias estão ouvindo o secretário municipal de saúde. Diferente do que acontece em nossa sociedade, não há uma única conversa paralela e os olhos são só atenção. Após mais de meia hora o secretário para de falar e só então nós, que chegamos atrasados nos apresentamos um a um e formalmente. Chega o momento que todos esperam e muitos se inscrevem disciplinadamente para sabatinar o secretário. E não pensem que "índio quer apito". Índio quer saúde de qualidade e assistência digna com uso correto e supervisionado da (boa) verba que vem do governo federal. Além das reivindicações como a prestação de contas e problemas com a ambulância, algumas comunidades formalmente solicitaram que o secretário de saúde renunciasse, devido a problemas com os quais não concordavam.

IMG_3395

IMG_3408

A reunião é realizada no Lago Caracaranã, antiga área de turismo, hoje fechada para visitação por se encontrar dentro da área da Raposa Serra do Sol. Os antigos proprietários deste lago que era sagrado para os Macuxi tiveram que deixar toda estrutura, hoje utilizada apenas para reuniões das comunidades. O Lago é uma das maravilhas de Roraima e, posso dizer que é um dos lugares mais bonitos que já vi. As águas transparentes deslizam como pequenas ondas por praias de areia imaculadamente branca. Esta é a terceira vez que venho aqui e já encontrei a praia grande, na época da seca, pequena em épocas normais e hoje inexistente, o lago está cheio. Ao fundo montanhas emolduram o cenário e nas praias os cajueiros oferecem sombras para os mais branquelos como eu. É uma visão do paraíso, e com trilha sonora, pois próximas ao lago inúmeras mangueiras, goiabeiras, buritizeiros e coqueiros dão abrigo aos pássaros que cantam sem cessar. As revoadas de bandos de periquitos são freqüentes e salpicam de verde o céu impecavelmente azul. Não é a toa que o lago é sagrado!

IMG_3443

IMG_1561 

Não é só o Caracaranã que está cheio. O rio Cauamé, um dos tributários do rio Branco, que percorre Boa Vista está alagado. No verão, época seca, suas areias viram disputadas praias. O acesso é tão fácil que existem até placas proibindo se lavar carros. Hoje tudo está debaixo da água: a praia, os postes de luz e a placa… ninguém lavaria um carro por ali. Só escapa mesmo o bar local que, construído com a sabedoria popular, se encontra sobre enormes palafitas. Só não tem mais movimento, mas o local está lá, inteiro, aguardando o próximo verão.

IMG_3360

IMG_3358

E eu aguardo vocês. Quem sabe não vêem conhecer o nortão no próximo verão e aproveitar as praias do rio Branco quando voltarem a surgir.
Abraços, Altamiro

Anúncios

12 comentários em “Impressões Amazônicas 58”

  1. amigo da paz altamiro, bom dia.

    parabéns! essas histórias e, as imagens que você compartilha conosco nos traz paz e, sentimento de que precisamos cada momento olhar para o mundo, com odesejo de descobrir, respeitar e cuídar da nossa diversidade cultural, política, social, espiritual, ambiental e, cosmica.

    é uma algegria receber sessas histórias.
    muita paz
    everardo

  2. Altamiro, como estás? Fico numa alegria sem fim qdo tuas Impressões Amazônicas chegam!!! Devo ter sido indígena em outra encarnação, pois tudo me parece tão familiar…Obrigada,mesmo!!

    Faça o povo se vacinar, ano passado, eu, meu marido e filhos, tivemos a H1N1, foi de lascar…o casal tinha q trabalhar junto na Infectologia, viu no que dá!! Meu piá que tinha 2 anos, chegou a ter parada respiratória, foi o pior dia da minha vida…
    Tem q cuidar, aqui é mais frio, as pessoas se aglomeram mais. Cuida dos teus curumins e das cunhãs (tá certo?).
    Um grande abraço paranaense!
    Silvana

  3. Olá
    Altamiro
    Saudações!

    adorei um dos seus estupendos rodapés >>> eis como eu prolapso (eitha) a mesma IDÉIA que nos fogueia por dentro , afinal “Somos amigos DE MENTES !! ”

    ‘.’ Gratíssimo .’.
    Olair Rafael Eterno Aprendiz

  4. Supimpa!

    Parabéns!

    Texto fantástico!

    Precisa fazer como o Maurício e lançar seu livro! Será enriquecedor para nós, mortais!

    Meu humilde Sempre Alerta,

    Ricardo

  5. grande altamiro…
    cara, tudo bem contigo?
    tenho recebido teus e-mails mas nao tenho conseguido acompanhar o blog com muita frequencia… mas hora dessas olho pouco melhor….

    mas confesso que andei me perdendo nas tuas andancas por ai…
    eehehehe

    grande abraco…
    RG

  6. Oi, Altamiro!
    Espero que tudo esteja tudo otimo ai com voces e os vastos e interessantes arredores.
    Sempre aprecio demais suas fotos e gostaria de sugerir ate que voce mandasse fazer calendarios com: pessoas so – ou animais so – ou paisagens so. Ficariam lindos!
    Abracos,
    Edmea McCarty –
    Alexandria, VA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s