Impressões antigas dos Kaiapó – Introdução

Este texto foi escrito em 2006 e fala de uma das primeiras visitas que fiz as aldeias Kaiapó. Encontrei perdido em um caderno e resolvi digitá-lo e partilhar com vocês. Os Kaiapó vivem hoje uma situação delicada. Eram 11 aldeias fortes quando trabalhei com eles, até 2008. Hoje já são quase o dobro, conseqüência da possibilidade de ganhar dinheiro das mineradoras e hidrelétricas na região. Divididos se enfraquecem, e se repete a mesma tática utilizada pelos portugueses na época da colonização.
Na época que escrevi este texto Payakan se encontrava impossibilitado de sair da terra indígena, procurado pelo crime de estupro, que lhe rendeu até a capa da Veja. Verdade? Mentira? Não sei, deixo o julgamento aos juízes. Ficam aqui as minhas impressões sobre alguns dias únicos em minha vida.

IMG_0628 O cacique Payakã e minha amiga Mara (que saudade!!!) na minha segunda visita a aldeia.

Este texto é a introdução das Impressões Integrais 83

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s