As visagens do Tepequém

A música espanta a solidão de quem vive sozinho e talvez espante o sobrenatural:
– Aqui não tem fantasma, mas tem visagem. Muita alma de gente que
morreu nestas bandas.  De noite escuto barulho de gente lavando pedra
no rio. E atiram pedra na minha casa, mas nunca vi ninguém. As "alma"
viram tamanduá, e viram trovão quando davam muito tiro.

Pergunto por mulheres e ele desconversa do presente e volta para o passado.
– Aqui tinha muita mulher. Eram mais de 450. Tinha mulher de Manaus,
de São Paulo, do Pará. E só "gata bonita". Umas até ficaram ricas.  As
feias eram só pra quebrar um galho.

IMG_0728Esta ponte segue para a casa de Seu Januário

Este post faz parte das Impressões Integrais 82

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s