Noite na aldeia. Hora de desintoxicar da cidade

Aqui não existe telefone. Estradas são os rios e o céu. Energia, só a noite, de gerador, que ilumina o estudo dos alunos de ensino médio. Estamos isolados do mundo, mas uma parabólica solitária aproveita a luz da escola e nos traz cenas do resto do mundo: novelas, noticiário, futebol. Fujo disso tudo. Quero o canto dos grilos e sapos para embalar minha noite e a luz das estrelas e vaga-lumes para impressionar minhas retinas. Aproveito para me desintoxicar da cidade.

Boa noite!

IMG_0642

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s