Rumo a Aldeia Cobra, navegando pelos igarapés

Aldeia Cobra

Chegar aqui foi diferente. Ao invés dos grandes Jatapu e Jatapuzinho seguimos viagem por uma hora pelo Igarapé Cobra. Não é viagem recomendada para claustrofóbicos. A mata fecha ao nosso redor e sobre nossas cabeças em muitos trechos, e o que vemos é um labirinto verde onde não temos idéia da saída até que o piloto descobre um canal e segue. Aliás, ele deve ter um GPS embutido, pois todos os caminhos para mim eram um único, e ele conseguiu fazê-lo sem se enganar uma única vez.

                                  IMG_8895

O rio é sempre nossa estrada entre as diferentes aldeias. A beleza, grandeza e verdeza são tão grandes que meus olhos não conseguem descrever e minhas palavras não conseguem mostrar o que vejo e sinto. Posso dizer que a Faber Castell teria dificuldades para fabricar lápis com tantas matizes de verde.

 IMG_8878

 

OBS: Este post faz parte do texto integral das Impressões Amazônicas 63

Anúncios

Uma opinião sobre “Rumo a Aldeia Cobra, navegando pelos igarapés”

  1. Oi amigo, saudades!! Obrigada pelas lindas e históricas postagem que nos faz viajar até a amazônia e adjacências! Quero desejar um Natal repleto de paz, luz, saúde, amor e prosperidade!!!Feliz 2011!!! Bjs no coração!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s