Algumas mudanças entre os Waiwai

As comunidades são pequenas, a maior, chamada Jatapuzinho tem pouco menos de 300 moradores, todos falantes da língua materna, que faz parte do tronco lingüístico Karibe. As casas são em sua maioria de madeira, algumas de adobe. As aldeias sempre tem um grande malocão de reuniões, escola e igreja evangélica. A igreja é em quase todas aldeias ligada a MEVA (Missão Evangélica da Amazônia), sendo que há uma única comunidade ligada a Assembléia de Deus. Por influência das igrejas, não há mais pajé ou rezador nas comunidades e a prática de uso de medicações tradicionais está pouco a pouco se perdendo. As festas tradicionais já não existem, substituídas pelo Natal e Dia do Índio, quando em algumas poucas comunidades ainda são feitas danças antigas, pinturas e cânticos tradicionais. Esta mesma influência traz uma vantagem, pois os Waiwai não fumam e não bebem, o que é bem diferente das demais etnias de Roraima, onde é bastante alto o consumo do álcool, especialmente na forma de caxiri.

ia61 (9)

Esta é a Igreja da Aldeia Soma

Anúncios

Uma opinião sobre “Algumas mudanças entre os Waiwai”

  1. É impressionante como para estas religiões fazer o bem é sinônimo de extinguir costumes, tradições e culturas! Não sei o que é pior: A Droga ou a Alienação??? só peço a Deus misericórdia para os povos indígenas e decência para os povos brancos. Boas viagens amigo!!! Bjs!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s