Posts filed under ‘Saúde’

Bioproteção nas Aldeias

As vezes as pessoas acham que só por estarmos trabalhando em aldeias, não é necessário bioproteção. Isso é que não. Vejam o cuidado para a realização dos testes rápidos de HIV, sífilis e Hepatite.

11 04 Serra do Sol (100)11 04 Serra do Sol (102)11 04 Serra do Sol (99)

Pode ser na malocas mais simples, mas tudo tem que ser bem feito.

13 de março de 2014 at 2:02 am 1 comentário

Natal no Hospital

25 de dezembro. Manhã. Estou de folga, mas sei que a escala está apertada, com poucos colegas no plantão – e muitas crianças internadas. Estou sozinho em Boa Vista, então para ocupar a mente, resolvo ir ao hospital, ver se consigo ajudar a dar alta para as crianças, afinal, lugar de criança – na medida do possível – é em casa, e não internado. Chego cedo e o trabalho flui bem.

Escuto um barulho de violino. Legal, trouxeram um som para animar o ambiente. O som aumenta. Estranho, pois não temos sistema de som. Percebo um violão e logo uma risada chama a minha atenção:

- Ho! Ho! Ho!

Só pode ser brincadeira. Papai Noel  no hospital?
Logo chega Papai Noel, acompanhado de Mamãe Noel e alguns assistentes, uma violinsta e um violonista. Música, alegria, presentes. As crianças correm de todas as enfermarias. As que não podem são visitadas. Em cada leito, um presente, algumas lágrimas e muitos sorrisos.

IMG_20131225_111056

Discretamente um pai se aproxima.
- Papai Noel, o senhor pode ver minha filha! Ela está no isolamento.
Papai Noel se preocupa e eu explico.
- Podem ir dois, Papai e Mamãe Noel. Os músicos tocam fora. É só colocar a máscara de isolamento e não demorar.
Orgulhoso, coloco a máscara em Papai Noel enquanto ele lava suas mãos.

Os músicos se posicionam. A pequena espera ansiosa, presa em seu quarto que a isola do mundo, mas a protege de uma infecção enquanto aguarda a transferência para o tratamento em outro Estado (nenhuma criança merece um diagnóstico de leucemia, ainda mais no Natal). Papai Noel entra e ela esquece onde está, esquece o soro em seu braço, esquece a distância da família.
A música toca, Papai Noel entrega o presente, todos ganham sorrisos e eu ganho lágrimas nos olhos.

IMG_20131225_111101

Papai Noel trouxe o melhor presente de Natal, a possibilidade de fazer mais uma criança feliz. Então foi um dia de Natal de muito sucesso. Qual o sucesso maior do que fazer uma criança feliz?

IMG_20131225_110011

FELIZ NATAL PRA TODOS!!!

27 de dezembro de 2013 at 12:47 am 2 comentários

Dentistas nas aldeias.. dureza!

Um dos profissionais que mais trabalha nas aldeias são os dentistas.O trabalho é demorado e exige dedicação.

IMG_0079
   Aldeia Santa Cruz  -. Dentista Karine… Acabando com a coluna…

11 05 Mapae (219)
Aldeia Mapaé – Dentista Saloma – O curumim apoiado na perna dela.

IMG_6829

Dentista Thammy – Aldeia Santa Maria

07 10 mkk (51) ,
Dentista Dalila – Aldeia Moikarako – Kaiapó

11 01 Sama (114)

Dentista Ednara – Aldeia Samã

Atender com todo equipamento de proteção individual com o calor enorme das aldeias… Equipamento portátil, cadeiras inadequadas e ainda manter a boa vontade e o sorriso no rosto.

Parabéns a estes dentistas que fazem a diferença!

18 de dezembro de 2012 at 6:21 pm 4 comentários

O dia a dia na ação.

As boas novas se espalham, e os parentes continuam a chegar. Da aldeia Xumina chega uma van com alunos da escola. Eles querem ver o movimento, mas aproveitam para se cuidar. Um vai no médico, a professora na ginecologista, dois fazem exames de vista e vários tentam conseguir passar pelos dentistas, que trabalham sem parar. Os dentistas do Distrito, Alë, Rangel e Josvaldo, são os últimos a almoçar e os primeiros a voltar a atender. Logo recebem a notícia que, junto com dois colegas de São Paulo, bateram o recorde de atendimentos e procedimentos odontológicos em Expedições – e ainda temos mais dois dias de trabalho pela frente. O sorriso da equipe é tão grande quanto dos pacientes após o atendimento.

IMG_0143Alojamento dos “parentes”
IMG_0189Alojamento da equipe. Rede, barraca, vale tudo.

IMG_0252 Tomara que não chova…

Este post é parte das Impressões Integrais 88

15 de dezembro de 2012 at 8:59 am Deixe um comentário

A cirurgia nas aldeias!

O sucesso não é fácil. Sincronizar atendimentos, voluntários, cirurgias não é tarefa para uma única pessoa. Assim, pelos Expedicionários, o ortopedista Ricardo Ferreira e a coordenadora de logística Márcia Abdala se multiplicam em vários. Vão de um lado para o outro. Perguntam, falam, estimulam, cobram. Quando você procura por eles por aqui, já foram por ali. O pessoal do Distrito Indígena, coordenado pela administradora Ivanilde, está todo no mesmo pique.Todos estão motivado, e até as ondas do rádio estão livres para que o pessoal possa comunicar o sucesso das cirurgias e o retorno dos pacientes para casa.

IMG_0387 O enfermeiro chama… é a hora.

IMG_0451 A cirurgia é como em qualquer outro hospital.

IMG_0663 No pós-operatório o paciente também sai de maca. Só não tem rodinha.

IMG_0463O repouso é na rede.

Este post é parte das Impressões Integrais 88

14 de dezembro de 2012 at 6:14 pm 1 comentário

Eu também vim para ficar bom!

- Eu também vim para ficar bom! – me fala seu Joaquim, na sala de espera ao lado.
Ele veio de longe para resolver o problema da “hérnis” que atrapalha o trabalho. Diz que apareceu há muitos anos, quando carregava “um peso grande”. Já havia tentado resolver o problema no Hospital Geral de Roraima, mas a cirurgia foi adiada várias vezes. Recorreu ao pajé, que logo identificou o “problema de branco”, e também recomendou cirurgia. Após cinco anos, chegou a oportunidade de dar fim a hérnia que lhe atrapalha na roça. O pequeno Matheus Lucas, sentado ao seu lado, esperou menos, até porque só tem três anos. Lado a lado o senhor demonstra tanta animação quanto o pequeno curumim, que acha engraçada a touca azul que está vestindo.

IMG_0580 IMG_0586

Independente da idade, todos querem ficar bons. A roupa é uma mistura de cogumelo com smurf…

Este post é parte das Impressões Integrais 88

13 de dezembro de 2012 at 6:52 pm 1 comentário

Operando na maloca: centro cirúrgico completo

- Ela operou aqui? – um pergunta o que todos querem confirmar.
- Isso mesmo. O equipamento é o melhor do Brasil, só tem igual em 3 hospitais de São Paulo, e os cirurgiões são os melhores também. Nem no Rio tem nada igual.
A animação conquista o grupo.
- E é para ficar bom que a gente veio aqui! – exclama feliz Dona Natalina, sonhando com o céu azul que quer ver novamente.

IMG_0417 Dr. Fábio Paganini em ação. Ele é cirurgião-plástico e viaja para operar hérnia nas aldeias.

Este post é parte das Impressões Integrais 88

12 de dezembro de 2012 at 6:46 pm 1 comentário

Levei mamãe para operar na maloca!

- Todo mundo animado?
Os muxoxos são positivos, mas não me inspiram confiança. Em cima da hora todo mundo amarela, não tem jeito. Insisto na conversa.

- Fiquem tranquilos, que trouxe minha mãe do Rio de Janeiro só para operar aqui! – falo eu, provocando olhares suspeitos? Escuto os pensamentos e todos dizem que não acreditam.
Mostro a foto da mamãe na rede, com curativo no olho. Olham a foto, olham a maloca de pós-operatório, onde foi tirada a foto – aquela senhora branquela não pode ser indígena. Os sorrisos começam a brotar e um brilho de confiança lacrimeja em seus olhos .

IMG_0196
Olha mamãe aí. Animadíssima no pós-operatório na rede.

Este post é parte das Impressões Integrais 88

11 de dezembro de 2012 at 6:37 pm 4 comentários

A hora da cirurgia… friozinho na barriga

Manha. As pernas bambeiam, e não é apenas de fome. Todos tiram suas roupas e vestem aventais azuis. As crianças e mais velhos tem prioridade – são operados primeiro. O proseado é pouco. Os parentes não são de muita fala e agora menos ainda. Puxo conversa na ala da oftalmologia.
- Todo mundo animado?

IMG_0588 Todos de azulzinho. A ansiedade é grande. Sabá, a técnica de enfermagem não deixa ninguém desistir em cima da hora.

IMG_0354Olha o seu Johnson, do começo de nossa história.

Este post é parte das Impressões Integrais 88

10 de dezembro de 2012 at 7:27 pm 1 comentário

A esperança de uma nova visão

Os cirurgiões examinam, os anestesistas liberam. Agora para seu Johnson e vários outros indígenas, a alimentação está suspensa. Todos estão na maloca do pré-operatório, sob supervisão da enfermagem. A rotina é a mesma de qualquer hospital. A noite, as últimas orações – “Deus existe, e se me trouxe aqui, vou me curar” – fala uma senhora de rosto enrugado olhando para o céu.

IMG_0366 Olha a vovó depois da cirurgia.

Este post é parte das Impressões Integrais 88

9 de dezembro de 2012 at 6:18 pm Deixe um comentário

Posts mais antigos


Quer receber todos os posts do blog em seu e-mail? Clique na barra abaixo!
Seja bem vindo!

Quer receber as Impressões Integrais uma vez ao mês? Clique abaixo!

Conheça!

Impressões Antigas…

Fazemos parte:

Blogs de Viagem

Vamos mudar o mundo!

“Este blog está sob a Licença Creative Commons”

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Para saber mais, clique AQUI

Fomos visitados por

  • 477,362 amigos

Lutamos contra as mudanças climáticas

Brighter Planet's 350 Challenge

Impressões ao redor do mundo

free counters

Escreva para nõs!

aa

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.480 outros seguidores